EnglishPortugueseSpanish

Trabalho Remoto

Tendência mundial

O teletrabalho já vem surgindo como uma tendência, não só no Brasil, mas no mundo. O coronavírus é só um fato novo que vai acelerar esse processo. “Mas como toda inovação no mundo do trabalho e nas relações trabalhistas, ele vem acompanhado de fatores positivos e, também, de fatores negativos. O teletrabalho, se bem implementado, é amplamente vantajoso para as duas partes. Você consegue conciliar uma qualidade de vida melhor para o trabalhador e existe a possibilidade de ganhos de produtividade”.

Diferenças

Muitas pessoas confundem home-office com trabalho remoto. Para a lei, tratam-se de coisas diferentes. No trabalho remoto, é previsto em lei e o empregado já fica, preponderantemente, na casa dele trabalhando. É uma prática prevista em contrato de trabalho. Já o home-office, decorrente da epidemia do Covid-19, é uma situação eventual. “O empregado continua a colocar o trabalho dele no estabelecimento da empresa, mas, em situações excepcionais, como essa, ele pode trabalhar de casa”. Ou seja, o empregado pode trabalhar de qualquer lugar, mas o local de trabalho dele contratual é o estabelecimento do empregador.

“Você consegue uma implementação controlada e positiva do teletrabalho”. Muitas empresas já adotam a prática do home-office, como em São Paulo, em função do rodízio de carros, ou de necessidades, inclusive particulares, do empregado. Em função da epidemia, o home-office demonstra uma nova flexibilidade nas relações de trabalho, como uma ferramenta que pode ser adotada para amenizar essa crise, fonte EBC Brasil.

10 ações para empresas
diante de uma pandemia

Implantação de espaço
de trabalho digital

Quais vantagens na
implantação de teletrabalho