EnglishPortugueseSpanish

RPA – Robotic Process Automation

O uso de software de inteligência artificial (robôs) para lidar com tarefas rotineiras que exijam precisão e velocidade.

Uma vez treinado, o robô terá a capacidade de executar processos específicos, capturar e interpretar informações, realizar novas ações e comunicar-se com outros sistemas. Tudo operado de forma autônoma. E ainda, caso ele não tenha sucesso, irá acionar o humano para dar continuidade na atividade ou lidar com a exceção.

Atualmente, é uma das áreas em que a Inteligência Artificial é mais aplicada. Além disso, permite que mesmo empresas com sistemas mais antigos automatizem seus fluxos de trabalho.

O que acontece é que com a transformação digital gerando verdadeiras revoluções nos negócios, tornou-se um foco para as organizações fazer com que seus colaboradores aproveitem o tempo e energia ao máximo para realizar tarefas que são verdadeiramente importantes e necessitam de um “toque humano”.

É necessário encorajar sua equipe a se dedicar ao que realmente faz a diferença em suas respectivas funções, quando estas são realizadas por pessoas.

Assim, algumas tarefas repetitivas que ainda não podiam ser realizadas por sistemas (pois necessitavam de aprendizado contínuo e tomada de decisão, por exemplo), passam a ser realizadas dessa forma (e com menos erros).

Os funcionários que se dedicavam a elas agora têm mais tempo livre para outras atividades que – por enquanto – só um humano pode realizar adequadamente.

Tarefas como abrir arquivos, inserir dados e copiar campos podem ser executadas automaticamente com o RPA. Por isso, ele abrange um campo vasto de aplicação, considerando que são até mais importantes para empresas que não pertencem ao setor tecnológico. Afinal, muitas delas costumam operar com sistemas obsoletos e com muitos processos manuais.

É importante salientar que o RPA é uma tecnologia abrangente e pode ser empregada em diversas empresas, não é uma ferramenta exclusiva de negócios de grande porte, sendo também usada em pequenos e médios negócios.

Para colocar em prática essa nova tecnologia, é preciso seguir 4 etapas:

Quais as vantagens?

Algumas áreas se destacam na aplicação do RPA. Elas estão listadas abaixo com alguns exemplos:

Quais as ferramentas de RPA?

A partir de nossa descrição do funcionamento do RPA, já é possível deduzir que existem 3 tipos principais de ferramentas, são elas: